Saúde Mental e Maturidade Emocional

Saúde Mental e Maturidade Emocional

A Saúde Mental de uma organização é aqui entendida como empresas que reúnem um corpo de colaboradores com nível baixo de ansiedade; boa capacidade de trabalhar de forma concentrada e focada, alto grau de resiliência e vitalidade, entre outras capacidades. Nas organizações com visão estratégica, essa maestria tem sido o principal foco de atenção das lideranças e dos times de alta performance, pois a saúde emocional e a maturidade psíquica têm peso significativo nos processos de gestão, na produtividade, nas atuações comerciais e administrativas e nos resultados financeiros positivos. Podemos afirmar que a saúde mental de cada colaborador faz a diferença para a superação dos desafios e, consequentemente, para o desenvolvimento eficaz da atuação profissional!

Dados da OMS revelam que 23 milhões de brasileiros tem sua saúde mental afetada, sendo 5 milhões com transtornos mentais de moderado a grave; 9,3% com prevalência de ansiedade, além de outras dificuldades que não são percebidas.

Nossa consultoria está capacitada para promover a Saúde Mental e a Maturidade Emocional em todos os níveis hierárquicos, incluindo parceiros e fornecedores. A seguir, as ferramentas que usamos para esse objetivo.

1 Palestra Informativa
Objetivo: Sensibilizar e esclarecer sobre o tema Saúde Emocional x Desempenho e Resultados Alcançados; informar sobre a dinâmica e a condição do amadurecer do mundo mental; informar e conscientizar sobre a importância do conhecimento das características dos perfis pessoal e profissional; as influências e seus impactos no organismo biológico; informação sobre os transtornos mentais que limitam a vida produtiva e desenvolvem doenças psicossomáticas; Identificar demandas, interesses e necessidades.  

2 Reuniões técnicas dirigidas
Objetivo: Promover a oportunidade de conversar sobre o tema solicitado em situações e ou áreas específicas onde haja necessidade de prospectar problemas, ou apenas, ações preventivas. Dar apoio técnico às lideranças sobre o dia a dia de suas equipes: Por exemplo-
• Como lidam com as demandas de pressão e stress – tanto de prazos, metas como de relacionamento?
• Qual o protocolo utilizado, se houver um?
• Qual a frequência das demandas?
• Que problemas causam na equipe e na organização?
• Que treinamento ou formação receberam para o manejo diário dessas demandas?

3 Mediação de conflito
Objetivo: Desenvolver a percepção da força construtiva e destrutiva do conflito; promover a percepção sobre as diferenças de perfil pessoal e profissional, que definem o padrão, a dinâmica e a intensidade do comportamento e atitude que fomenta o conflito; desenvolver conceitos, habilidades e competências técnicas para conhecimento e manejo na administração e mediação de conflitos.

4 LAPP – Levantamento e Análise do Perfil Profissional
Objetivo: Mapear e analisar o Perfil Pessoal através de ferramentas, métodos e técnicas psicopedagógicas. Essas informações norteiam as formas e as estratégias de intervenções que se fizerem necessárias, individualmente ou em equipes de projetos e trabalhos. Remanejamento de pessoas – pessoa certa no lugar certo.

5 Coach
Objetivo: Identificar a forma de atuar no ambiente profissional, promover conhecimento e autoconhecimento que favoreça o desenvolvimento pontual na área de atuação profissional em questão, ou a ser promovida.
• Coach individual com análise de perfis pessoal e profissional
• Coah em grupos com troca de informações, identificação com os problemas pessoais e de terceiros, facilitador para a conscientização dos próprios problemas.

6 Atendimento psicoterápico (ver Psicozap)

7 Atendimento psicoterápico em grupo

8 Treinamento e Desenvolvimento – Workshop
Objetivo: Promover a consciência de como as interações e experiencias vividas nos ambientes profissionais interferem nos resultados e metas a serem alcançados por todos e individualmente, através de técnicas psicopedagógicas e de exercícios e experiências interativas e integrativas.

9 Abordagem holística: o corpo como ferramenta para a transformação.
Nosso corpo age e reage aos mais diversos tipos de atribulações cotidianas. Afinal, é ele que, efetivamente, nos serve de estrutura para a experiência de estar no mundo, tanto interna como externamente. Sendo assim, ele deve ser encarado como um aliado no processo de desenvolvimento da Saúde Mental. Trabalhado adequadamente, ele contribui, por exemplo, para a renovação do cérebro, para o aumento da força vital e fortalecimento da resiliência.

Isa Magalhães: atua há 25 anos como Consultora organizacional especialista em gerar e implementar soluções para o Desenvolvimento da Maturidade Profissional e Equipes de Alto Desempenho. Psicóloga parceira do Gamp21,

Sem Comentários

Deixe um Comentário